quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Catelyn e Throst, para sempre “aqueles”!

A Cat sempre foi uma personagem muito importante para todos nós, uma mãe exemplar, aliás muito boa mãe! Foi corajosa! Lutou pela família e pelo seu grande amor: Throst!
Teve bons momentos… tal como os que passou com o nosso querido Tristan, com quem viveu o seu primeiro romance. E claro também a maior parte dos momentos passados com Throst e também com as filhas! Edwina e as gémeas Thora e Freya.

Mas a sua verdadeira felicidade começou no momento em que encontrou Throst!
E esperamos que nunca acabe!

A sua casa é na Ilha dos Sonhos, onde vive feliz com aqueles que mais ama. Mas tal como existem momentos felizes, também há momentos tristes, tal como a chegada de Gwendalin à sua família, a morte da mãe, e de alguns dos seus irmãos, cuja lembrança permanecerá nas nossas mentes! A tentativa de casamento forçado com Lorde Cearnach, o primo do Rei do Império. O medo, mas também coragem na batalha entre aliados, onde surgem os Viquingues e ela vê o estranho homem loiro que viria um dia a ser dono do seu coração! A morte de Tristan… e mais tarde do seu pai. O seu rapto pelo estranho homem loiro… um momento misto de temor, curiosidade e novos sentimentos por descobrir. A quase perda do seu grande amor, naquela batalha, em que para o salvar ela busca a essência de Throst arriscando a sua vida, e acaba por o salvar das garras da morte. O pacto de sangue e amor entre eles! O tempo em que foi aprendiz de Sigarr. A promessa do seu primeiro filho! O ódio por si mesma, por ter feito tal promessa. O facto de não poder estar junto de Throst, não podendo lhe retribuir os carinhos e afecto, pois não poderia se deixar levar pelo amor! Pela paixão! A sua violação pelo terrível Gunnulf… e depois a sua morte! O apoio de Throst depois daquele momento.
O casamento deles! Os momentos felizes depois… a descoberta que o filho, que no final de contas era uma menina e era realmente filha de Throst, mas que esta acabou por não o revelar, pois se assim fosse não poderia voltar para derrotar Gwendalin. Momentos angustiantes sem Throst ao seu lado, a proibição do irmão Edwin, de eles estarem juntos. O regresso do seu amor! O medo da sua visão se realizar: a morte de Throst pelo seu irmão, Edwin. A rendição ao amor! Aquele momento de confronto, em que eles acabam por se amar novamente! Logo depois o encontro da pequenina Edwina com o pai, em que ela o reconhece e chama-o de papá! O sacrifício dos seus poderes em troca da sua filha poder ser educada ao seu lado, com todo o amor que merece. Edwin acaba por se redimir e aceitar o amor entre eles. A derrota de Gwendalin! A sua maravilhosa vida na ilha dos sonhos com os seus 4 amores!
E depois disto tudo! A Cat e Throst criaram as suas lindas filhas com todo o amor do mundo! A cat ainda ajudou a Geirny na sua débil saúde. Apoia todos e luta como pode apesar de não ter os seus antigos poderes.
E… apesar de todo o sacrifício, de toda a luta, de todo o amor dado e recebido! Alguns de vós, fãs desta Saga!
Esta foi a mulher, a feiticeira, a mãe, a avó que mais nos marcou!

Aquela, que apesar de tudo, continua a lutar contra o mal! A proteger aquilo que ama, custe o que custar! Aquela que nos marcou sem igual! Aquela com que tudo começou de certa forma… aquela que foi a primeira que todos nós admiramos e amámos nesta história! Aquela que eu sei, que eu e todos vocês amamos e que nunca deixaremos de amar!

Para aqueles que julgam que a Edwina sofreu mais… nisso já não tenho tanta certeza!  
Ambas, mãe e filha são importantes! Ambas insubstituíveis! Ambas, parte desta maravilhosa saga…
 

Só esperamos que se este casalinho tiver de morrer, pelo menos não devido a algum Mestre da Arte Obscura! Mas se o destino assim for, que seja por uma causa nobre! Pelo bem daqueles que amam! A proteger o seu bem mais precioso! Que seja com glória! Que seja por amor! Se morrerem, pois todos acabam por morrer, preferiria que fosse de velhice…
Que ainda sorriam muito pela vida fora! Que tenham ainda muitos mais motivos para se orgulharem das filhas! Que ainda vejam o mal ser derrotado pelo bem! Que ainda vejam os três reinos da visão da velha do tronco oco serem formados! Que vejam as suas filhas felizes tal como eles, com quem amam verdadeiramente! Que ainda troquem um último beijo apaixonado… E por fim, que se encontrem para onde quer que vão, seja no céu ou noutra vida na terra.



Que se amem eternamente


Postar um comentário

A Saga das Pedras Mágicas